sábado, 4 de abril de 2009

-Poesia do livro Meu outro lado ,Carlos de Souza

Sentença
Autor:Carlos de Souza


O cosmo me invade a cabeça,
Sinto as forças sobre os meus ombros;
Vejo a terra somente em escombros,
Vejo o mundo todo a desabar.
Percebo o fogo queimando o mar,
E os homens fugir das ciências;
Enquanto nossa sentença,
É os fim do mundo não esqueça.
Já vemos todos as sentenças,
O fracasso da economia.
O balanço da carestia,
Que o povo chama de inflação.
O dólar invadindo o mercado,
Deve existir algo errado,
Com essa grande nação.
É a União Soviética contra os Estados Unidos.
São os países oprimidos rumando à democracia;
Bem, que meu avô dizia:
Que esse mundo está perdido.
É a era nuclear,espaçonave Colúmbia.
Oh ciência vagabunda,essa de chegar ao céu!
Gente,para de conflito!o espaço não é brinquedo.
Existe um grande segredo,que é difícil desvendar.
Pro astronauta celeste,não vou tirar o chapéu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário