sábado, 3 de outubro de 2009

1°Ed. Livro. O esconderijo findou - Carlos de Souza

O sambista
Poesia de Carlos de Souza

Sonhei sambando contigo...
No salgueiro e na mangueira
Sambista nunca se cansa.
Samba e dança a vida inteir.

Sabes, é tradicional:
samba, enredo e folia.
Amando dentro do samba,
Vejo amanhecer o dia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário